26 janeiro 2004

A cultura para os estúpidos

Ontem na sic-notícias, talvez o espaço mais plural da informação televisiva, uma das manas Avilez entrevistava três amigos, como jmf também viu. Eu até acho adorável que se encontrem, num branching da Quinta da Marinha, ou num fim de tarde no T-club. A senhora, habitualmente tão acutilante com qualquer dos seus convidados que mantenha uns laivos de esquerda, derretia-se com os amigos. Pedro Lomba estava à vontade. É muito melhor assim, não é? Sem aquele chato do Daniel Oliveira à perna, a morder-nos cada opinião. Sentimo-nos muito mais inteligentes, entre admiradores. Um dia destes, Pedro Lomba deixa É a cultura para os estúpidos e fala-nos só dos altares da comunicação social. Que tenha a lucidez suficiente para perceber que essa graça não lhe chegou por um dom especial com que a natureza eventualmente o bafejou. Os plutocratas reconhecem-se. E são reconhecidos a quem, pelas disciplinas nobres, os legitima.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial