21 fevereiro 2004

Mail da Madalena (fragmento)

Leio-vos por uma compulsão maso e porque o meu computador acende uma luzinha no canto quando alguém escreve o meu nome. Não me importo que falem de mim. Mas devem perceber que não voltarei. Vocês são o meu passado. Não me orgulho especialmente dele nem o renego. Foi uma fatalidade. Era o que tinha à mão e na época parecia-me interessante. Mas não tenho atração pela moda retro. Nem pela RDA sob o olhar indulgente de Adeus Lenin nem pelo Mini reciclado pela BMW. Diz ao André que não preciso de silicone. Os meus lábios são ainda os lábios que ele desejou. E o PC que não se iluda. Não será nesses lugares de consumo que me vai encontrar.

Madalena

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial