29 fevereiro 2004

Siga as marcas do pavimento

Na Torre de Almedina fala a Berta
No Sousa Bastos vivo é o Luís
Alguém se sente só
na Torre do Prior do Ameal
Na Torre D. Joana ela sorri
Na Porta de Belcouce
a Lena lembra uma festinha
Na Torre do Trabuquete o Bruno foge
e o Abel na Torre da Muralha
A Adília fala no Paço Episcopal
e sempre bem como é costume
No Bota Abaixo é a vez da Tânia
e a Lurdes fala por todos nós

Eu abro em esforço
a Porta da Traição


0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial