28 setembro 2004

Filipe de volta aos nossos dias

Parecia que não ia acontecer nada. Que era só o engano do equinócio, os livros que afinal ninguém lê, a marmelada nas taças à espera do papel vegetal, o silêncio de Loreta a juntar-se ao silêncio de Ana Paula Inácio, ao silêncio de todas as mulheres que suspenderam essa parte da sua vida que era a escrita. E de repente há uma esperança. Voltou uma das vozes originais, uma escrita imprevisível, uma cabeça que gosta de pensar.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial