23 setembro 2004

O TELEMÓVEL, UM ANTÍDOTO DO CHAMPANHE

Quando eles partiam, e só eles partiam, confiavam a matéria de que é feita a fidelidade (delas) à guarda de eunucos ou aferrolhada em cintos de castidade.
Agora, partem eles e partem elas, e eles bebem champanhe em Oxford com a Muriel e elas ficam sozinhas na cidade de L., onde bebem champanhe também. Eles raramente têm rede e fazem telefonemas económicos só às horas combinadas. Elas, quando um mamute investe, enviam chamamentos por SMS.

André Bonirre

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial