19 dezembro 2005

Ardeu o Urso



No ano em que quase tudo ardeu coube agora a sorte ao grande Ursinho verde do parque, irmão do bicho em flores do Guggenheim de Bilbao. Ignoro se o incêndio do grande Ursinho verde é a versão local, mais covarde e branda, das noites dos arrabaldes parisienses. Os que o podiam defender ainda não têm força. Quando crescerem já arderam as abetardas e os lobos, e não apenas nos parques das cidades adormecidas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial