10 dezembro 2005

Cavaco um

O debate Cavaco-Louçã de ontem foi, como Cavaco agora repete, "muito elucidativo". Cavaco submete-se a estes debates com sacrifício. Não se volta para o adversário, ignoro se o cumprimentou. Tratou-o de "deputado Louçã". Percebe-se pela contractura facial que está a fazer um grande esforço para não lhe dar voz de prisão, entregá-lo ao SIS, ao grupo parlamentar do PSD, vá lá. A democracia tem estas maçadas e nós somos uma democracia avançada. Temos que fazer estes debates, campanhas eleitorais, dar entrevistas. Quando Cavaco for o timoneiro estas coisas esquecem-se num instante. Tudo o que parece importante se esquece em seis meses, assegurou Veiga de Oliveira, ex-membro do Partido Comunista, que não apenas apoia Cavaco como o apoia em declaração escrita e pelo punho do próprio assinada, dando razão aos cépticos que asseveram que um comunista nunca o deixa de ser.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial