11 janeiro 2006

EPC na frente da luta

O abaixo assinado das “forças mais activas da nossa cultura” contra a ministra Pires de Lima é impressionante, como sintoma de descontentamento. Mas a adesão de EPC faz-me desconfiar: “ a situação não se agravou mais dadas as intervenções decididas, firmes, lúcidas e oportunas de José Sócrates e do seu gabinete.” Ou de Miguel Lobo Antunes : “A minha profunda discordância com a acção deste ministério que faz parte de um governo que de um modo geral aprecio”. Acho triste ver os artistas falarem assim: “Falta uma ideia clara e um pensamento do que deve ser uma política cultural como acção do governo e ao serviço do país.” (J.P. Croft). Para ideia claras já nos chega a campanha eleitoral. Para servir o país chegam o Jorge e o Manel.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial