05 fevereiro 2006

Incendiei o Pavilhão Dinamarquês

Esta noite tive um pesadelo. Após algum convívio com fotógrafos do mainstream, André Bonirre aderia ao partido do bom-senso e passava a atacar-me no interior do blog. Eu era co-responsável pelos carros incendiados, pela vitória do Hamas, pelo regresso dos taliban, por manifs. de skins dinamarqueses. Bento XVI retirou a esperançosa encíclica, por minha culpa. Sócrates encostou a Cavaco. Cavaco guinou à direita.Por minha culpa. Quando, atónito, tentava explicar-me a Bonirre, ele atirou-me o insulto final:
- Gordo!
Pensei que se referia ao resultado do excesso calórico em que me afundo. Gordo de liberdade, queria ele dizer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial