06 abril 2006

Um cão que sabe

Tiago, o meu cão sabe que vai morrer. Tal como sabia do cio das cadelas, do cansaço dos que se atrasavam nas caminhadas, do medo das crianças, das más notícias dos jornais, do fogo nos pinhais, do sabor das mulheres. Hoje, sem mistério, sabe que vai morrer.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial