30 maio 2006

Feria del Libro

A Feira do Livro de Madrid abriu no Paseo do Retiro. A rainha Sofia parou em mais de trinta expositores, comprou Vargas Llosa, Saramago, o livro de Suso de Toro, um escritor galego que assinava na Mondadori, livros de crianças, biografias de músicos da autoria dos irmãos Massin, um livro sobre a Noruega. Trocou impressões com os acompanhantes sobre o Código Da Vinci, um livro que para ela es una tontería. A rainha Sofia é uma suave princesa da cristandade e este é o comentário benigno que se esperava dela. A Feira é uma feira temática, dedicada à ciência, à divulgação científica. Babelia dedica-lhe um número muito bem elaborado, com um excelente artigo de Javier Sampedro onde se defende que o território do livro de divulgação científica fica para lá da informação da web, e se disponibilizam direcções da Física, da Astronomia, da Evolução

Understanding Evolution

The Talk.Origins Archive


e o endereço PLoS, Public Library of Science, onde se defende a gratuitidade dos textos da net.
Sampedro afirma no seu texto que

...a realidade é uma sobredose de informação permanente e confusa, que nunca tivemos problemas para filtrar, ignorando quase tudo e retendo apenas uma pequena porção que nada pesa e diz o que precisamos.

A mesma confiança nas nossas capacidades transpira das declarações de Eduard Punset, responsável do programa Redes da TVE:

Somos descendentes directos do Cromagnon, um hominídeo dado à fantasia e ao relato


Através de entrevistas a cientistas e de recensões em destaque, Babelia dá boas sugestões de leitura. Ficamos a saber, por exemplo, que Matt Ridley do excelente Nature via Nurture foi editado com o título de Qué nos hace humanos (Punto de Lectura, 8,25 €).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial