11 junho 2006

A Opus Dei triunfa no Oriente

O filme Código Da Vinci foi proibido na China.
Depois de duas semanas de um êxito sem par (o filme corresponde às necessidades blasfémicas das massas chinesas)foi retirado de exibição. A Igreja católica chinesa, que responde clandestinamente ao Vaticano e oficialmente ao Partido comunista chinês, congratulou-se com a medida, que aliás tinha pedido.
Também no Paquistão, e em doze estados indianos, o filme foi proibido, para não ofender as hierarquias das minorias católicas e das maiorias islâmicas.
Os intelectuais laicos do ocidente não vão dizer nada. Primeiro porque o fime é mau. Depois porque ver um filme(mau) blasfemo é um direito de chegada.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial