22 junho 2006

para quem acredita nas palavras


foto no Buraco na Sombra

Terríveis são as palavras para quem acredita nas palavras. Escrevemos com palavras emprestadas. As palavras ferem. Vêm das feridas. Do soro que cobre as queimaduras, do líquido espesso que coagula nas feridas. Repetimos sem saber as palavras que nos adoeceram. Repetimos sem perceber o terrível poder das palavras. Um poder antigo que vem das savanas, do fogo protegido, das emboscadas, das canções de embalar. Um testemunho que se recebeu para entregar mais à frente. A uma mão estendida que ingenuamente acredita. E que repete a estafeta para sítio nenhum. Onde conduzem as palavras. E acontece as palavras doerem. Acontece as palavras, restos mortais, acordarem algures, onde não sabem, onde não querem, algo maior que elas, mais verdadeiro, mais intenso, inútil.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial