07 julho 2006

Pacheco debaixo dos vulcões

Pacheco Pereira, que há dois anos zurziu no olimpianismo ( a língua de madeira dos fóruns do tempo da velha ordem multilateral), explica agora que fomos tomados pelo guatemaltequismo ( a impossibilidade de expor uma ideia original com as palavras interditas do calão político disponível).
Nesta crónica do Público, Pacheco revela o aspecto menos conhecido de um narrador entre John le Carré e Graham Greene, um Lowry sóbrio com bilhete de volta.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial