23 agosto 2006

Da morte dos blogs



Verificamos os sinais de morte. Eles exageram . Voltamos uma vez mais. Talvez tenha ido só para férias. Talvez escrevam agora, anónimos, num blog para descobrir. De vez em quando um sopro de vida.
Um blog não morre. O Luísinho diz o que é preciso:

A coisa mais natural do mundo é o vento. Barquinhos temos dois.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial