29 agosto 2006

Livre-Arbítrio




Roger Heston


Quantas vezes discutimos eu e o Ernest Hyde
acerca da doutrina do livre-arbítrio.
A minha metáfora preferida era a da vaca do Prickett,
amarrada ao pasto e livre, portanto, na medida
da extensão da corda.
Um dia, enquanto discutíamos o assunto, observando o animal
a puxar pela corda para sair do círculo
onde já rapara toda a erva,
a estaca soltou-se e a vaca, sacudindo a cabeça,
começou a correr na nossa direcção.
“E isto, que tal, não é o livre-arbítrio?” disse o Ernest, em fuga,
enquanto eu tropeçava e recebia uma mortífera cornada.


Edgar Lee Masters
Spoon River (1947), tradução de José Miguel Silva,
Relógio D’Água, 2003

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial