19 setembro 2006

Lida Insana


Edward Ruscha, Untitled (Old Sign). 1989

Calou-se a mulher que escreveu
“Lamento o homem. Pela banalidade, pelo peso do silêncio e, agora, pelo nojo.”



E o seu silêncio é uma coisa insuportável.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial