29 setembro 2006

O prestige da República

Vi o homem nas ruas das Astúrias, obrigado a beber a horrível sidra, ignorado pelo orgulhoso povo de Oviedo que aclamava o seu príncipe, o puro sangue da casa de Bourbon e a jornalista agrafa, anoréctica e fecunda.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial