27 setembro 2006

Tropical


Alberto Garcia-Alix




No Café Some in Bahia
O que é que foram pedir
Ia jurar que foi um chá

Na verdade ele só se lembra
de um louco que volteava
Era já noite
Embora o louco fosse visto
A qualquer hora
No Café Some in Bahia
E ela nunca
Até aquele dia pelo menos
E talvez depois
Nunca

Feliz
Ele fala todo o tempo
Ela sorri
(Só as mulheres que muito choram
Sabem sorrir assim
Com os olhos e a testa
Os dentes e as mãos)

O elemento estável
Deste quadro -
O louco que volteia
O homem que fala
A mulher que sorri-
É o louco
Se hoje voltarmos
Ao Café Some in Bahia
(Duas salas separadas por colunas
Esplanada
Um ecrã gigante
Para o futebol)
O louco volteia
E ele é que se lembra
Da mulher que sorria
Enquanto aos golinhos
Bebia chá

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial