26 outubro 2006

Pacheco Pereira

Pacheco Pereira assina hoje no Público uma crónica sobre a reserva da intimidade, um dos temas que lhe é caro. Eu sei que nesse campo Pacheco Pereira está muito sózinho e contra a corrente. Mas espanta que os duzentos mil leitores e alguns dos articulistas do "Expresso" não tenham reagido contra a notícia e o que ela significa. Mais uma barreira do respeito pela vida intima foi devassada. É fartar.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial