29 novembro 2006

Eduardo, desatrabile.

Nos últimos três dias o Eduardo Pitta usou pelo menos três vezes o termo atrabile. O Livro do Meio, de Armando Silva Carvalho e Maria Velho da Costa, tem atrabile. A reacção dos docentes ao processo de Bolonha também. O facto causou alguma perplexidade a alguns dos seus leitores. Finalmente a explicação: o Eduardo viajou por Coimbra, onde a atrabile e também a bile amarela, e ainda a verdongosa, infiltram, escorrentes, alguns lugares públicos e privados.
Desejo ao Eduardo, um bom regresso a Lisboa e aos bons humores.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial