02 novembro 2006

Eu sou da linha tenebrosa

Eu sou da linha tenebrosa destes anos de agora em que tudo por fim se tornou incompreensível, e quando nos falam do mundo não sabemos já de que se trata e sentimos que isso, precisamente, é o começo de alguma coisa.


Enrique Vila-Matas (Aunque no entendamos nada, Santiago de Chile, 2003)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial