05 dezembro 2006

Bom senso e alguma ignorância

Na sua recensão lombadística o professor Marcelo atribuiu a cidadania turca à romena Golgona Anghel, autora da recente biografia de Al Berto. O professor Marcelo mostrou-se bem informado sobre as circunstâncias da morte do espião Litvinenko, e não confundiu, ao contrário de Maria Flor Pedroso, o polónio 210- co-produto, com o talio 206, do decaimento do bismuto 210- com o plutónio, o segundo elemento transuraniano.







Litvinenko, como Politkovskaia, foram executados porque sabiam demais. A imprecisão do professor Marcelo deve ser vista à luz da nova situação criada pelo assassinato de Litvinenko. Os avisados intelectuais do Ocidente têm agora, para lá do bom senso que lhes permita autocensurar as formas de expressão eventualmente chocantes para culturas mais sensíveis, menos laicizadas, evitar o alarde de sabedoria, cometer pequenos lapsos que sugiram ignorância.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial