15 dezembro 2006

Mas


Obrigado a utilizar, ignorante como o personagem de Molière, uma competência metalinguística, tenho resistido à piada TLEBS. Não percebo a sanha que se levantou pela revogação da Portaria 22 664 de 22 de Abril de 1967, uma antiguidade anterior a Maio de 68, como qualquer não especialista pode verificar. Mas passei estes dias receando que um modificador do nome apositivo, uma referência deítica, uma parassíntese, ou mesmo um verbo copulativo, uma conjunção conjuntiva copulativa, um modificador do nome apositivo, uma meronímia exagerada, um acto ilocutório directivo perturbassem os meus dias tão serenos. Não esperava era ser atingido por uma preposição. Para uma coisa destas devia estar preparado.


(foto de Bonirre, retirada de pescadanº5)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial