15 janeiro 2007

Ainda os portugueses olímpicos

Olhando para a rapaziada (e só rapaziada) que ficou entre os 10 primeiros e nos quais se pode votar, vemos que eu tinha razão quanto à importância da azinheira no nosso ethos, pois encontramos (e lado a lado) Salazar (azinheira da Cova de Iria) e Álvaro Cunhal (azinheira de Grândola): o modelo da autoridade ascética não nos larga. Vemos também que, finalmente e só depois de morto, Cunhal derrota Soares situado no grupo dos 20 primeiros. E ainda que não há nenhuma moça entre estes 10 eleitos: as Pintassilgo, Amália (que imperdoavelmente não está neste grupo) e Sophia ficaram para trás, e mais atrás ainda Vieira da Silva, Natália Correia e Paula Rego.
Resta-nos, obviamente, votar em Camões ou, quando muito, para os espíritos mais exclusivos da modernidade, votar em Pessoa, embora sustente que Camões era um génio (provavelmente o único génio português, ao contrário de alguns candidatos a pensadores dos cânones que todos os dias descobrem a pólvora e mostram ao mundo um génio por mês) e Pessoa um grande, enorme escritor.
Portanto, meus amigos, a palavra de ordem é votar SIM no referendo e Camões no concurso da portugalidade.
SIM+CAMÕES

(Rosaarosa)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial