23 janeiro 2007

Todas somos marias




Acacia Thiele -- *Lavando o pipi todas somos marias*, 1998


Um crítico de arte quis ver em Acácia Thiele um expoente da carne nua, como Francis Bacon ou Lucian Freud. Eu discordo. A carne nua , em oposição ao erotismo e à pornografia, é a exposição irrisória do corpo. Músculos e pele engelhada, sexos pendentes virados à indiferença dos galgos, faces apoplécticas, um talho.
O corpo de Acácia Thiele é uma celebração. Esta fotografia é uma festa. Já não se via uma água tão espumosa desde que Anita Ekberg entrou na Fontana de Trevi. E se ela levantar a cabeça, o olhar é orgulhoso, desafiante. Porque se somos todas marias a lavar o pipi- no bidé, essa peça de ternura que assinala a presença feminina na intimidade das casas- somos uma irmandade magnífica, unidas pela razão infantil do que lavamos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial