09 fevereiro 2007

Desenganem-se os oportunistas

«É pois nas exactas balizas desta "declaração de interesses" que deve ser lido o meu SIM à pergunta do referendo do próximo domingo. Longe de ser um não fanático, fundamentalista ou religioso, o meu SIM é antes a única resposta lógica e racional que consigo dar. Não sei quando começa a vida e não aceito que uma mulher que aborta em condições dramáticas seja tratada como criminosa. Não aceito que o termo voluntário de uma gravidez indesejada seja tratado com a mesma censura do que o homicídio ou o estupro. Custa-me que uma mulher que decide abortar o tenha de fazer sem apoio médico qualificado e em condições de higiene que põem em perigo a sua vida e sua integridade.
Mas – desenganem-se os oportunistas – também estas são boas razões para votar SIM, pelo menos neste domingo.»

(Copiado de um blog da confuNão. Três pequenas alteraSins)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial