11 fevereiro 2007

Todos vencedores mas alguns derrotados

Houve derrotados. Uns assumiram a derrota, manhosos, na esperança de recuperar no Parlamento, nos hospitais, na nova Xis, o que perderam nas urnas. Outros não. Ainda não perceberam. É preciso lembrar-lhes que perderam. Perdeu o delegado do Ministério Público que ordenou a perseguição de mulheres na clínica de Oiã. O polícia que vigiou e deteve mulheres. O médico que lhes abriu as pernas e não teve objecção de consciência para lhes fazer a perícia legal, Laurinda Alves e as outras cruzadistas, Portas, o fragateiro. Perderam os que debaixo do anonimato nos encheram as caixas de correio com a senhora de Fátima a chorar. Descobriram o preservativo, eles que eram contra o preservativo. Propuseram a exposição pública das mulheres, o trabalho cívico das mulheres. Perderam.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial