24 abril 2007

Uma Vassoura Azul



A minha filha chama-lhe Náufrago, ao homem na foto (penso que pela barba muito longa, que entretanto cortou). Dorme nessa mesma traseira, rodeado da própria merda, de panos imundos, de restos de alimentos e outra panóplia indecifrável. Junto aos caixotes do lixo, vão os funcionários do supermercado despejar alimentos fora de prazo, que recusam dar a quem os pede. Já os vi atirar carne e fruta para dentro dos contentores, que é seguidamente retirada com enorme esforço por quem a tinha antes pedido.

O Náufrago tem uma vassoura. Azul. A realidade é poética quando se ri da Razão.

(foto de CJ; comentários de Maria em pescada nº5)

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial