19 julho 2007

Educação sentimental.



Quando era miúdo li numa revista que o cinema tinha morrido no dia em que as mulheres disseram aos homens que não iam “porque era a preto e branco”. O cinema sobreviveu à Lusomundo , aos coronéis, aos videoclips, às câmaras digitais, aos críticos que não gostam de cinema, sim, os das estrelinhas. Ouço dizer que houve quem saísse no segundo intervalo de Inland Empire. Fixa bem esses simples. Eles hão-de desiludir-te mais vezes.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial