07 julho 2007

O filme que eu gostava de ver

Era Sangue e Ouro de Jafar Panahi, sobre guião de Abbas Kiarostami. Para perceber se a " quase neo-realista diagonal entomológica" da Teerão contemporânea é sobretudo à base de melgas ou mosquitos.

(cf. nota de Jorge Mourinha no Ipsilão de ontem, p 56, o world cinema)

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial