23 setembro 2007

A crítica literária de Pedro Mexia, raramente perfunctória, é mesmo, quando adrega, de excepção.

Etiquetas: , ,

0 Comentários:

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial