24 outubro 2007

Elogio do Moleskine


Tacita Dean

Gosto dos Moleskines. Sempre gostei. Democratizaram-se e podem-se comprar em qualquer livraria. Não consigo encontrar nenhum motivo para deixar de gostar deles. Agora tenho o calendário da Google a avisar-me de tudo, mal abro o computador. Mas é diferente saber das coisas quando elas estão inscritas no Moleskine diário. Este fim-de-semana comprei um triplo caderno liso Moleskino. Mole, castanho, com 80 folhas, com as últimas dezasseis destacáveis. Num deles escrevo os acontecimentos de relevo para a Companhia. No outro registo os clientes especiais. O terceiro reservo-o para as ideias que tenho durante o dia. Apenas ideias como o caderno: leves, macias, para todas as ocasiões. Ao comprar um molhe de triplos Moleskines aproximei-me do meu núcleo fragmentado.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial