07 abril 2008

Héctor Libertella



Se a Argentina é um país periférico do mundo, o seu escritor mais periférico será então centralmente argentino. Custou-me muito sustentar este paradoxo... Quanto mais marginal mais central.

(Héctor Libertella, citado por Damián Tabarovsky, no Babelia de 5 de Abril)

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial