29 janeiro 2009

Vicky Rebecca Barcelona

Vicky Cristina Barcelona é um filme sobre a comédia humana, as ralações, entre homens e mulheres e entre mulheres e mulheres - que, apesar de Javier Bardem, Allen gosta mais de mulheres.
Homens e mulheres fúteis, a vida fácil de gente ociosa, a etérea vida dos artistas que quando sujam as mãos é em telas milionárias. Os iates, as casas de revista, Barcelona e Oviedo muito bilhete-postal, Turismo de España, o inevitável Gaudi e a tese sobre identidade catalã.


Ficam as pessoas. Joahnsson, a loira que tanto me espantou, é Cristina. Agora arrasta-se penosamente, sem perceber bem o que faz ali



Felizmente há Vicky, a noiva americana.
E Maria – Elena, Penélope Cruz a resistir à caricatura

Entre Vickie e Cristina eu prefiro Vicky, Vicky e Maria-Elena



Pode-se ver o princípio, depois ir fazer qualquer coisa de interessante e regressar ao plano final, duas mulheres no aeroporto, de regresso aos Estados Unidos e à realidade.
E guardarmos a face de Rebecca Hall , uma vida estragada por uma noite insensata em Oviedo.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial