08 junho 2009

Europeias : o adeus de Vital

Vital foi igual a si próprio, na despedida. Falou de corridinha, que o líder esperava. Ouviu os aplausos da corte decadente . Mostrou mais emoção que a situação aconselhava. Saiu do Hotel para um carro de alta cilindrada pago pelos dinheiros públicos. Vital não foi derrotado. Foi o primeiro eleito de uma lista horrenda, com duas presuntas autarcas, dois ex-ministros e Edite Estrela. Não vai para casa. Vai para o Parlamento europeu.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial