25 julho 2009

O verão de 2009



Um homem olha para uma cumeada em chamas e diz: -Um esforço de preservação da Natureza destruído em minutos. É na Provença, mas podia ser em qualquer outro sítio do Mediterrâneo. Excepto em Portugal, onde só arde o mato ardido, sobre nenhum esforço, nenhum lamento. Tudo arde no sul do continente enquanto no Norte chove impiedosamente, e os carros prosseguem a sua marcha cega em avenidas que são rios entupidos. A televisão junta as duas imagens. Mas ninguém parece receber a mensagem. A profusão de notícias criou esta recepção indolente e resignada.

Etiquetas:

1 Comentários:

Blogger C3H8 disse...

Nesta idade mediática nada se inscreve.
ASENSIO

sábado, julho 25, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial