21 agosto 2009

Façonnable



Sou a engomadeira do Vale das Flores e passo os meus dias a brunir.
Há muito que deixei de ver as vossas camisas para me perder nos campos de algodão nas mãos dos operários têxteis indianos nas fábricas das ilhas da Indonésia. Sou um elo dessa cadeia humilde que leva aos corpos. Sou quase nada. Faço a recolha de manhã, entrego ao fim do dia. Levo trocos e trago de volta as cruzetas. Aliso a roupa lavada de fresco com o meu ferro dragão.
E é aí que me sinto, por vezes,
façonnable .

Etiquetas: , ,

1 Comentários:

Blogger Paulo disse...

...prováveis consequências de brunir com ferro dragão.

sexta-feira, agosto 21, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial