01 fevereiro 2010

Foi para isto que se fez o 31 de Janeiro?





Iam todos. Sua Excelência, o senhor Comendador, o senhor Secretário – geral, o Presidente da direcção e o vice – presidente do Conselho Geral. O historiador de serviço, o poeta laureado, a senhora directora do Conservatório, o presidente da Fundação, o Confrade da chanfana. E até a Katia Guerreiro, a Mimi Travessuras, a mulher do Adido Cultural, a senhora Embaixadora. Enfim todos e mesmo o Chefe provisório da Oposição e outros barões. E na fila da frente o Banqueiro Honesto. Todos menos o Vital Moreira. A corte alargada. A corte do grand lever.
O povo respondeu. Ouviram-se gritos e uma voz de mulher que dizia:
- Viva a Primeira-dama. Viva a Primeira-dama.
A Primeira-dama acenou.

Etiquetas:

5 Comentários:

Blogger António P. disse...

Gostei, Luis.
E era tudo para falar do Vital Moreira ?? :))
Um verdadeiro ódio de estimação.
Cumprimentos

segunda-feira, fevereiro 01, 2010  
Blogger Luís disse...

António P, obrigado pelo comentário. Mas relativamente ao nosso deputado europeu engana-se. Nem ódio- aí está um sentimento de que não me lembro- nem estima(ção).

segunda-feira, fevereiro 01, 2010  
Blogger António P. disse...

Esqueci-me das aspas no ódio, Luis.
Estou certo que não é um sentimento que o afecte. As minhas desculpas.

segunda-feira, fevereiro 01, 2010  
Blogger Luís disse...

":)"

segunda-feira, fevereiro 01, 2010  
Blogger Xico disse...

Até a torre da igreja se engalanou! Foi bonito e o povo voltou para casa contente e feliz...
Pena ter posto só a foto do primeiro e do presidente, mas que estavam bonitos, ai isso estavam, como se vê bem na foto que colocou.

segunda-feira, fevereiro 01, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial