20 fevereiro 2010

A Revolução de Vitorino



Hoje de manhã, na Antena 1, passava uma canção de Vitorino. Uma rapariga do sul da Argentina era violada pelos paramilitares. Na canção de Vitorino os paramilitares são mutantes, ora designados por militares ora por federales. Seja como for, prostituem a nossa heroína. O cantautor adverte-a de que só tem uma vida para gozar e consegue aliciá-la directamente, das ruas de Buenos Aires, onde foi parar duas estrofes depois, para a…exactamente…para a Revolução.

Etiquetas:

2 Comentários:

Blogger Mané disse...

Excelente. Por acaso também ouvi e pensei o mesmo...

sábado, fevereiro 20, 2010  
Blogger Isabel disse...

nem digo o que penso dos aliciamentos do Vitorino

domingo, fevereiro 21, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial