15 julho 2010

O beijo de Casillas



Há uns anos, uma plebeia foi fazer a reportagem de um desastre ecológico nas costas da Galiza e saiu de lá princesa. Depois disso perdeu o nariz e algum do encanto que todo o ser humano sempre conserva. Mas o sinal estava dado. Os jornalistas quebraram definitivamente os códigos de neutralidade. Ao mesmo tempo mudava a relação do leitor/espectador com a realidade. No Parque temático do Mundo contemporâneo o hipertexto conduz sempre à identificação com um herói / heroína. Não se vai à Africa do Sul mas à terra de Mandela, não se ouve Bach mas o seu melhor intérprete, não se é do Benfica mas da equipa de Jorge Jesus e voltaremos ao governo com Pedro Passos Coelho, como atesta eufórico o grupo do Facebook para o qual um amigo próximo e desconhecido me convoca.
O beijo de Casillas, o portero madrileno da equipa campeã do Mundo, sela esta mudança. O campeonato do mundo de futebol é uma coisa longínqua? As regras do futebol não são simples? O sistema de apuramento complexo? Não importa. Basta reter um facto: atrás do guarda-redes está uma jornalista. Atrás da jornalista está uma mulher. E no final, para todos nós, felizes visitantes do Parque temático Mundo, a jornalista entrevista o herói e é levada pelos seus braços fortes, como a mocinha de Superhomem pelos ares da metrópole capitalista. O beijo de Casillas é a senha para a nossa entrada, damnés de la Terre, no Parque temático Mundo.

Etiquetas:

7 Comentários:

Blogger Rita Maria disse...

Muito, muito bom.

quinta-feira, julho 15, 2010  
Blogger Ana Cristina Leonardo disse...

às vezes um beijo é só um beijo

quinta-feira, julho 15, 2010  
Blogger harness disse...

quando escreves bem, escreves muita bem ;)

quinta-feira, julho 15, 2010  
Blogger João Paulo Videira disse...

Bom dia, sou um frequentdor do blogue que, de resto, tenho an minha lista de blogues a consultar diariamente. Gosto do que escreve e este texto confirma aquilo que penso: escreve mesmo muito bem porque... pensa muito bem! Queria pedir-lhe autorização para colocar o texto no meu blogue (identificado, claro), ou, pelo menos, para colocar um link directo para o seu post. Pode ser?
Um abraço, João Paulo Videira

sexta-feira, julho 16, 2010  
Blogger Leonor disse...

Mas nós sabemos que essas "mitologias" são o garante do nosso sentimento de pertença, e que precisamos dele.

sexta-feira, julho 16, 2010  
Blogger Maninha disse...

Não foi neutro, mas foi bonito.

sexta-feira, julho 16, 2010  
Blogger LM disse...

Eu quero mais uma vooooltaaaaaaaaaaaa....
;)

sábado, julho 17, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial