01 março 2011

Um intelectual inorgânico


Sarah Lucas

Cada época tem o seu ideólogo e o seu activista. Enquanto não chega o ideólogo do tardo-cavaquismo, Francisco José Viegas vai ocupando posições. Um Viegas irreconhecível que se senta nas cadeiras do regime de pescoço esticado. Estou a vê-lo na pequena entronização de Cavaco, na noite das eleições. Ao contrário de João Lobo Antunes, que guardava o ar aturdido do aristocrata em serviço público, Viegas parecia o adepto de Terras do Bouro a chegar ao Estádio do Dragão ( a metáfora futebolística é sinistra, mas não me ocorre outra).

Etiquetas:

6 Comentários:

Blogger anauel disse...

Lá vai o adepto deixar de poder ler 3 livros por dia... ;D

terça-feira, março 01, 2011  
Blogger isabel disse...

Luís, ????

quarta-feira, março 02, 2011  
Blogger Luís disse...

Sim?

quarta-feira, março 02, 2011  
Blogger isabel disse...

era eu a rir :)

quarta-feira, março 02, 2011  
Blogger luis reis disse...

Até que enfim que alguem reparou no anémona...

sábado, março 05, 2011  
Blogger Luis Eme disse...

os tempos mudam, se mudam.

parece que o Cavaco até é um gajo porreiro. parece.

sábado, março 05, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial