24 abril 2011

Páscoa



Ouvi a Isabel Stilwell e o Super Psicosá na homilia pascal. A mulher fez-lhe a pergunta mais difícil, naquele sussurro pós-coital em que se especializou. Qualquer coisa do estilo: - Porque é que Ele teve de morrer para ressuscitar? O Psicosá estava, como sempre, inspirado. E lá lhe disse, delicodoce, que "aquelas partes más que andam a arrastar-se de pantufas" têm de morrer para que um novo “eu” possa renascer, chilreante. Uma espécie de versão psicosaiana de “deixa-me fugir ao tema e falar do que me interessa” ou“estou farto disto e vou fugir com uma brasileira”. Ela gostou muito. Lembrou as folhas verdes nas árvores, anunciando a primavera, em que só as lesmas, os caracóis e ela parecem reparar. Palavras de Stilwell

Etiquetas:

2 Comentários:

Blogger fallorca disse...

Muito bem

segunda-feira, abril 25, 2011  
Blogger الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

vá lá quando era puqué que ele teve de morrer para ressuscitar

pensava que era um texto sobre sokras
ou sobre o 25 de abril

no fundo no fundo tanto faz

segunda-feira, abril 25, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial