24 maio 2011

Retratos da última campanha-1. O Partido do Papão


A campanha eleitoral realizada por quase todos os partidos, na rádio e na televisão, menoriza os cidadãos. Na política como na sociedade os pequenos imitam os grandes e o que fica é um espectáculo de reflexos e superfícies. Há um partido de ódio e medo: o PPV , o partido –papão, que parece ter por ideólogo um Bagão Félix a tomar anfetaminas. Não querem os filhos entregues à escola pública, com sexualidade entre a matemática e a geografia. Têm um delírio persecutório suspeito contra os homossexuais. E vivem entre nasciturnos assassinados. Uma irmandade radical entre nós, ignorada mas raivosa, à espera de desforra e vingança. Ontem, contra a constituição, um padre não identificado apelou ao voto “a partir das igrejas e das capelas”.

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial