14 dezembro 2011

Antes alemães que chineses


Francesca Woodman

Anunciam que a privatização da Eletricidade de Portugal se decidirá entre o Estado chinês ( A Empresa da Grande Barragem das Três Gargantas) e os privados alemães (E.on). Parece que nos inclinamos para os alemães. Como diria o meu mestre Henrique "Antes o tempo infinito que a água". No tempo das duas Alemanhas, do muro e da guerra fria, havia em Berlim Ocidental uma corrente que, por medo da guerra nuclear, privilegiava o diálogo a leste à confrontação. Diziam que o seu slogan era "Antes vermelhos que mortos". Hoje, aqui, é mais simples: "Antes alemães que chineses".

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Ana Cristina Leonardo disse...

Luís, estás a esquecer-te de uma terceira hipótese. Os alemães compram a EDP e daqui a uns tempos (sei lá eu) são obrigados a vendê-la aos chineses. Afinal, o que é a EDP, na infinitude escura do capitalismo? Um ponto de energia?

quarta-feira, dezembro 14, 2011  
Blogger Joana Lopes disse...

Luís, acrescentando ao que a Ana Cristina diz: mais vale estar virado para o futuro...

quinta-feira, dezembro 15, 2011  
Blogger gui castro felga disse...

olá, ( filha da mi, não sei se estás a ver quem sou...) só para deixar recado que gostei muito do teu texto hoje no i.

http://oblogouavida.blogspot.com/2011/12/cabana-de-thoreau.html

beijinho

quarta-feira, dezembro 21, 2011  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial