22 julho 2007

Notas de Leitura 7

O PC continua muito bom. Passaram sete anos. De Maio de 1967 até Abril de 1974. Zita Seabra tem agora 24 anos. O que ela conta é verosímil: O isolamento e a dureza da clandestinidade comunista; as exigências conspirativas; a submissão às regras do "centralismo democrático" , numa primeira fase, e depois a sua utilização implacável, enquanto dirigente. O relato é verosímil, directo, em muitos momentos quase ingénuo. Se não Foi assim, podia ter sido mais ou menos assim. (pg 220)

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial