01 novembro 2007

O escafandro dos críticos das estrelinhas



Continua o terrorismo dos críticos das estrelinhas. Vasco Câmara deu a bola vermelha a este filme de Schnabel, adaptação do livro de um sobrevivente de síndrome de lock in. As sala estão vazias, resultado da política catastrófica dos distribuidores e da pedagogia dos críticos que não gostam de cinema. Este Câmara não trabalha e é masoquista. Dos filmes em exibição só viu dois, que executa sumariamente. Eu gostei de tudo. Da interpretação, da escolha de actores, da banda sonora, da verosimilhança. O preconceito intelectual de Câmara e dos maîtres a penser a quem o Público entregou a crítica cinematográfica atingiu o paroxismo. Não liguem e vão ver. Câmara e colegas sofrem de uma variante gravíssima do síndrome de lock in. Enrolam a língua mas alguém lhes cozeu as pálpebras.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial