06 fevereiro 2008

Laboratório Manaia-Pereira


Gillian Wearing

Manaia-Pereira com tracinho faço orientação profissional testes de orientação lanço as cartas tarot leio sinas e faço unhas se for preciso faço unhas eu pago um dinheirão de renda neste andar pago tanto como as velhas da rua todas juntas e tenho vergonha de chegar a casa com dez euros tenho filhos cheios de necessidades faço tudo atelier de talentos mateginásio historioginásio ginásioginásio formação faço mudanças se alguém se mudar para esta rua eu ajudo nas mudanças e dou orientações nos restauros dos apartamentos afago os chãos lixo portas e rodapés dou palpites estudo acompanhado orientação vocacional assentamento de tacos e parquets laboratório de línguas laboratório de boletins de apostas dos paizinhos ao fim de tarde quando vierem buscar as criancinhas um homem tem de trabalhar tenho o andar iluminado um dinheirão de vóltios e de luxes a minha mulher só pergunta porque é que não vais à televisão parece que eles pagam bem ao teu colega de curso se lá fosses fazias melhor figura que ele e um cuidado enorme em não chegar à janela quando não se vê ninguém do exterior sempre se pode imaginar as salas cheias de infantes pequeninos cujas cabeças não chegam às janelas altas de facto não vem ninguém há anos que não vem ninguém Manaia-Pereira Psicologia Laboratórios outdoors cartões nas caixas de correio bandeiras nas varandas nunca veio ninguém

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial