21 abril 2009

Como votar Capoulas


André Bonirre

O Prós & Contras de ontem sobre as eleições europeias foi uma desilusão. A plateia, onde felizmente faltava a falange do PSD, mostrava uma primeira fila que era o espelho da decomposição do socialismo sistémico : Edite Estrela com o riso e a testa congelados, Campos a afundar-se na cadeira com a pesporrência de ditador condescendente, Ana Gomes na sua generosa agitação e o Capoulas com aquele ar satisfeito de agricultor a rebentar de subsídios. O candidato Vital Moreira vai perder cem mil votos de cada vez que aceitar um debate. Vital lembra agora um boneco animado em que até a indignação é em diferido.
Infelizmente a oposição de esquerda não convence. Ilda é genuína mas pouco rigorosa e Miguel Portas tem duas desvantagens : já sabe demais da Europa comunitária e deita tudo a perder quando deixa passar a táctica. A referência elogiosa à independência de Alegre, feita a despropósito, gelou a admiração que pudéssemos estar a sentir pelo seu discurso.
A direita é simpática e parece inofensiva. Não tem memória nem passado. Nem culpa nem projecto. Está ali para jogos florais e para o povão tolerante lhe dar um bilhete para Bruxelas. Com merecimento. Olha-se para a primeira fila centrista e percebe-se logo que é gente muito mais europeia que os europeus de Vital.
Na plateia, a câmara fixava ainda alguns rostos jovens, atentos e preocupados. Como não falaram, a esperança permanece. Entre eles distingui o Rui Tavares. Talvez um debate com os segundos planos fosse mais genuíno e interessante.

Etiquetas: , , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial