21 setembro 2009

A Asfixia São Eles


Paula Rego, série Jane Eyre

Abro os jornais do costume: o Público, o Expresso. Percorro os canais . É a asfixia. Sem adjectivos. O país pequenino, de gente pequenina ou que, à aproximação da câmara da televisão, se empequenece. No Antropólogo Inocente, Nigel Barley conta como , sabendo da fama que gozavam de antropófagos, os nativos de um povo africano, ao serem abordados por antropólogos europeus, narravam, para espanto e deleite destes, histórias terríveis de antropofagia. Pode ser que os portugueses não sejam assim. Que sejam calmos, cordatos, reflectidos e capazes de um discurso estruturado sobre a realidade. E que apenas quando confrontados com uma câmara devolvam a imagem boçal que o jornalista procura. Os açuladores de peixeiras podem escrever o que quiserem. Louçã esteve bem quando recusou a peixaria.

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial